Cultura de dados: mais que analytics

Não basta coletar dados e acompanhar relatórios de indicadores. Para ter uma gestão eficiente é preciso que a organização acompanhe os indicadores mais importantes da empresa para tomar as decisões de forma inteligente por meio da análise das informações, gerando insights preciosos e garantindo uma maior assertividade.

Cultura data driven ou cultura orientada por dados consiste, basicamente, em tomar decisões baseadas em dados. Os maiores obstáculos à criação de uma empresa baseada em dados não são de ordem técnica, mas cultural.

Quando se fala em análise de dados é muito comum que as empresas tenham duas reações bem distintas: a primeira é a de acreditar que o que já está sendo feito é o suficiente, com ferramentas e equipes de analytics. A outra, é achar que não possuem dados suficientes ou condições adequadas para embarcar nesse universo big data. Geralmente, ambas estão equivocadas.

Pois não importa o nível hierárquico ou o departamento, o ideal é que a cultura de dados esteja enraizada na cultura organizacional da empresa. fazendo com que as informações sejam utilizadas no dia a dia dos colaboradores e em suas respectivas tarefas,

Segundo estimativa da Gartner, empresa de consultoria e pesquisa, até 2021 as organizações passarão a ser valorizadas de acordo com seu portfólio de informações, sendo esse um dos maiores ativos que os negócios terão.

A sua empresa têm acompanhado o ritmo do mercado? Que lugar a cultura de dados ocupa na sua organização?

Compartilhe essa publicação:
Audax

Audax

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *